híbrida

com Sumé Yina e Anis Yaguar

Fotografias do encontro entre Sumé Yina, Anis Yaguar e Fe Avila. Nossa pesquisa artística tem relação forte com a experimentação da corporalidade, partindo disso criamos essa série de imagens em Arembepe, na Bahia, buscando novas formas de habitar paisagens e criar com a experiência do encontro.

01 - cópia.jpg

"coração no rio", 2021

"A intercessão dos encontros nos faz híbrida. Carregamos nos nossos corpos as vidas dos peixes pré-humanos. Nós e os corais fazemos parte de uma única vida, assim como os olhos e os pés fazem parte de um mesmo corpo. Congruência ou simbiose. Na qual diante a junção de águas doces e salgadas, e em todas as formas sinuosas de seus vestígios, se faz miragem. Corporalidade paisagem, em ponto de pouso. Talvez aqui, submersas, nos sentimos mais confortáveis. Uma vez que amplitude da visão se faz turva, ao nascer da noite sem lua, que abre espaço às estrelas rajadas. Cadentes feito raio em suas indecifráveis existências. Nem um, nem outro, muitas. Em que a pele se rasga e o sangue vaza, virando outra vez oceano."
Sumé Yina, Anis Yaguar e Fe Avila

05 - cópia.jpg
04 - cópia.jpg
03 - cópia.jpg
02 - cópia.jpg

"abissais", 2021

09.jpg
07 - cópia.jpg
08 - cópia.jpg